quinta-feira, 18 de novembro de 2021

ICTS e Carrefour debatem racismo estrutural e segurança institucional

Webinar abordará novas ações do Grupo Carrefour em torno de políticas adotadas e recomendadas pela ICTS no combate ao racismo

 

Novembro de 2021 - O desenvolvimento de uma cultura de segurança a partir dos parâmetros da não violência e dos direitos humanos é fundamental para prevenir os tratamentos discriminatórios e racistas. Pensando nisso, a ICTS Protiviti, empresa especializada em soluções para gestão de riscos e compliance, promove junto com o Grupo Carrefour uma conversa sobre os desafios e avanços no combate ao racismo estrutural. O webinar acontece nesta terça-feira, 23 de novembro, às 11h.

Pela ICTS Protiviti estarão presentes o CEO, Fernando Fleider, e a consultora master de ESG & Sustentabilidade, Rayhanna Oliveira, que será a mediadora deste encontro. Os convidados do Grupo Carrefour são Jérôme Mairet, Chief Risk Officer (CRO), e Chantal Pillet, diretora de Ética, Compliance & Controles Internos. A proposta é trazer insights sobre como pensar em um modelo de segurança preventiva que esteja atento aos comportamentos discriminatórios, conscientes ou inconscientes, o papel do compliance nesse processo e a importância da cultura da não violência como parte do novo olhar sobre a segurança institucional. A partir dessa abordagem, serão discutidas as soluções recomendadas pela ICTS Protiviti ao Grupo Carrefour, que estão trazendo uma nova concepção de segurança institucional sob os princípios de não discriminação.

Ao longo do último ano, o Grupo Carrefour criou um comitê para orientar a organização em relação à políticas de tolerância zero a casos de discriminação e racismo, que envolvem a internalização da equipe de segurança com a ressignificação de suas funções para uma abordagem de acolhimento aos clientes; a criação de um hotsite para que todas as novas ações sejam acompanhadas; o desenvolvimento de carreira de pessoas negras para atuação em cargos de liderança e posições críticas; a contratação anual de cerca de 2 mil colaboradores negros; o financiamento de cursos técnicos e acadêmicos nas áreas de Tecnologia e Gastronomia para formação de profissionais negros para o mercado de trabalho; a criação de um Canal de Ouvidoria com foco no combate ao racismo e a todo tipo de discriminação e a criação de um programa de aceleramento do empreendedorismo negro.

Webinar: Racismo Estrutural e Segurança Institucional - Lições aprendidas após um ano do caso Carrefour
Dia 23 de novembro, às 11h
Para inscrições, clique aqui https://bit.ly/3nqFkmS

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário